Não tem esquerda nem direita em Canaã, ignorante!

Às vésperas da eleição de 2020, a dicotomia é a propulsão de alguns pré-candidatos, que acusam os adversários de ocuparem alas ideológicas inexistentes e irrelevantes no contexto municipal

 

Ignorante, não existe esquerda nem direita em Canaã, entenda. Entendo que, do alto da sua ignorância, compreender isso seja um esforço que vai além da possibilidade dos seus neurônios; sim, a sua burrice é a sua maior limitação. Como, burro, adversários que defendem, na prática, quase a mesma coisa podem estar em alas tão distantes do pensamento?

Não há liberalismo, neoliberalismo, nem anarco capitalismo no interior, caro idiota. Não tem como. Não há espaço para este debate. O estado é, obrigatoriamente, responsável pelas famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como responsável por buscar oportunidades para que todos não dependam de subsídios financeiros. Ou seja, não há nada de esquerda e direita: um governo municipal tem a tarefa de amparar quem passa fome e incentivar o empreendedorismo. Não é mérito, nem nada. É uma questão de dever mesmo.

Portanto, a sua dicotomia, burra como qualquer outra, não vai colar. Você que a usa como propulsão de pré-campanha e acusa os seus adversários de ocuparem alas ideológicas diferentes do que você acredita, precisa compreender que essa coisa chata de esquerda e direita é inexistente e irrelevante no contexto municipal. Ora, se, na prática, quase pouco importa no cenário nacional, não faz sentido nenhum ficar remoendo isso.

Espero que compreenda, caro jumento, que tanta burrice não ganha eleição nem muda a vida de ninguém. Ou até muda: pra pior. Veja a sua, por exemplo, caro dicotômico.

(Foto: Mises Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *