‘É tosca e sem força expressiva’ opina Fred Gelli sobre nova marca turística do Brasil

O design Fred Gelli publicou em sua página oficial no Facebook, nesta segunda-feira (22), um comentário sobre a nova marca do governo federal que vai representar o Brasil como destino turístico em todo o mundo. O publicitário, criador de marcas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016, não aprovou o trabalho da equipe de comunicação do governo. “A marca proposta é tosca, sem nenhuma força expressiva, e infelizmente vai ajudar muito pouco nosso eternamente sub utilizado potencial turístico que segue na lanterna, perdendo para a cidade de Miami e quase que para o Coliseu de Roma.”

Fred fala ainda que os danos são maiores e critica os primeiros 200 dias do governo de Jair Bolsonaro. Veja o comentário na íntegra:

“Na semana passada foi lançado o novo símbolo que vai representar o Brasil como destino turístico no mundo. A marca proposta é tosca, sem nenhuma força expressiva, e infelizmente vai ajudar muito pouco nosso eternamente sub utilizado potencial turístico que segue na lanterna, perdendo para a cidade de Miami e quase que para o Coliseu de Roma.
Se o problema fosse só com esse símbolo, um bom designer poderia resolvê-lo em uma próxima administração, mas a coisa fica muito mais séria quando o que vemos nesses 200 dias de governo Bolsonaro é um ataque grosseiro, coordenado, venenoso e inconsequente a muitos dos nossos símbolos mais valiosos. E aí o estrago pode ser muito maior. Começa pela nossa música, símbolo unânime reconhecido no mundo todo que tanto nos orgulha, merecendo o total desprezo na negativa dada a ideia do luto pela morte de João Gilberto, segue com ação predatória contra nossas instituições científicas ligadas às questões ambientais, como o INPE ou as ONGS responsáveis pelo Fundo Amazônia colocando em dúvida sua competência a partir de argumentos falsos , passa pela nossa diplomacia com longa tradição, virando piada no mundo todo pelo surrealismo da indicação descabida de quem sabe fritar hambúrguer, chega ao cinema, que mesmo acabando de ganhar prêmios importantes nos principais festivais internacionais, é enquadrado num arroubo de censura preconceituosa e moralista. A lista não parece ter fim, assim como a apetite dessa turma, que parece trabalhar pela “terra arrasada”, quase como se fosse uma doença auto imune que de dentro pra fora, confunde as defesas do doente, criando a entropia a partir do ataque inesperado da onde menos se espera. Símbolos tem um papel importantíssimo nas culturas. São sínteses de ideias, representam as tradições, as competências acumuladas, tem força pra inspirar. Símbolos verdadeiros demoram pra serem construídos. São resultado do esforço de muitos, da consistência, de competências reconhecidas ou tradição em um jeito especial de se fazer as coisas. Os símbolos de um país ajudam a definir quem somos, no que acreditamos. O Brasil sempre foi símbolo de um país acolhedor, resultado da mistura, da leveza de espírito. Sempre fomos de paz. Hoje, a estratégia do ódio está envenenando inclusive esse, que talvez seja o símbolo mais poderoso da nossa identidade, do nosso jeito de ser. Nossa cores deixaram de ser sinômino da paixão nacional que sempre nos uniu, pra representar apenas UM ponto de vista. 
E enquanto isso, na nova marca da Embratur, nossa pobre bandeira, maltratada pelo “corel draw”, parece meio sem jeito tentar cumprir sua missão de seduzir estrangeiros a nos visitarem, com um comando impositivo…”Visit and Love us”, tá okey?
Não. Não tá nada ok. Tá na hora de reagirmos, independente de ideologia política, lembrando de quem nós somos. Recuperando, como em um trabalho sério de criação de uma Marca, de um Símbolo, nossa origem, nossas crenças profundas que tem a ver com nossa cultura, nossa gente, nossa verdadeira natureza. Só lá existem os elementos que nos unem e que nos fortalecem. Sem eles corremos o sério risco de virarmos símbolo de mediocridade e retrocesso.”

Fred Gelli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *